Ciganos
 Um cigano, no tribunal:
-Eu não o matei, senhor doutor juiz. Eu apenas lhe dei com uma cachaporrinha na cabeça. Mas o malandro era tão mau, tão vil, que até se deixou morrer só para me encravar.

Havia uma família de ciganos que o marido chegava a casa e os filhos estavam todos a chorar com fome. E a mulher dizia sempre assim:
- Então Joaquim, o que trouxestes hoje p'ra gente comer?
- Não trouxe nada!
- Então os miúdos estão a chorar com fome?!
- 'Peraí' que eu vou já resolver! Chama lá o mais 'pecanino'! Ele puxa uma cadeira, pôs o miúdo ao colo e diz:
- Então filho?! O que é que dizias agora a um bife com batatas fritas?
- Ai, meu pai! Era tão bom!
- Ah, então depois uma sopa assim bem quentinha?!
- Ai, era uma maravilha!
- Ah, e depois da sopa assim um gelado?! O miúdo não disse nada. O cigano, ao ver que este já estava a dormir diz:
- Maria, traz-me outro que este já jantou!

Uma cigana chega ao registo civil para registar a sua filha. Pergunta-lhe a empregada:
- Então qual é o nome que vai dar à sua filha?
- Cravo Biciclete! - O quê?! Isso lá é nome que se dê a uma criança?
- Então?! Vocês têm uma Rosa Mota, nós também podemos ter uma Cravo Biciclete!...

Um cigano, que andava cheio de fome, acabara de roubar duas galinhas. Levou-as para a beira de um rio, depenou-as e fez uma fogueira para as assar. Nisto passa um polícia e o cigano, atrapalhado, atira as galinhas para o rio. O polícia dirige-se a ele e pergunta:
- Ó cigano! Andaram a roubar umas galinhas por estes lados. Sabes alguma coisa sobre isso? - Não, seu guarda! Eu num sei nada! O polícia olha para a fogueira e pergunta:
- Ó cigano! Para que é a fogueira?
- Então o seu guarda não vê que me estou aquecendo! O polícia, desconfiado, olha para as penas e diz:
- E as penas? - Ah,...é que as galinhas foram tomar banho e pediram para tomar conta da roupa!...

Está um cigano à porta de um supermercado juntamente com a mulher e o filho ainda pequeno, a pedir leite. O comerciante, ao ver esta cena triste, decide dar um copo de leite ao cigano. Este não tem mais nada, pega no copo e bebe o leite todo sozinho. O comerciante, danado com a cena, diz ao cigano:
- Oh rapaz, então eu dou-te o leite com a esperança que tu o desses ao miúdo e tu bebe-lo sozinho?
- Oh senhor! - Diz o cigano:
- O senhor é que não compreendeu! De manhã, bebo eu o leite; à tarde, a mulher dá o leite ao miúdo; e à noite, eu dou o leite à mulher!

Era um cigano, mais a família e o pai diz assim para a mulher:
- Maria, temos que jogar no totoloto p'ra nos sair um seis e p'rá gente comprar uma trotinete! O mais novo diz assim:
- Ah, eu vou ao lado do pai! O mais velho manda um grande estalo no mais novo, empurra-o e diz:
- Ah, eu sou o mais velho e por isso eu vou ao lado do pai! A mãe, que era a dona da casa, manda um estalo no mais velho, empurra-o e diz:
- Ah, eu sou a dona da casa e por isso eu é que vou! O cigano, já irritado com tudo aquilo diz:
- Saem já todos fora do carro!
Um menino cigano entra num cafe a pedir esmola e de repente uma senhora com pena da-lhe um bolo. O menino acaba de comer e chega la a sua mae e diz : ò filho o que se diz?
Ele responde : quero outro!!
Anedotas